CPR Esteve Aqui – Foo Fighters e QOTSA no Maraca – Cultura Pop A Rigor

CPR Esteve Aqui – Foo Fighters e QOTSA no Maraca – Cultura Pop A Rigor

Eu e o Dré fomos conferir o primeiro show da turnê Foo Fighters + QOTSA no Brasil (as bandas ainda passarão por São Paulo, Curitiba e Porto Alegre). Provando que o RJ tá passando por uma crise fodida, não esgotou. Por volta das 17h, quando  chegamos (os portões abriram às 16h), era possível comprar ingressos na bilheteria, com bastante tranquilidade. Lá dentro, a pista encheu bastante, mas nas arquibancadas parecia dia de jogo do Botafogo. Quer dizer, era gente pra cacete, mas, de repente, a Apoteose já seria suficiente. Mas, vamos ao que rolou no show.

Abertura

Foto: Marcos Hermes/Divulgação

A banda brasileira Ego Kill Talent abriu a noite, com bastante energia,  no repertório, canções do álbum de estreia. Confesso que pra mim eles ficaram 30 minutos tocando a mesma música. Animado, mas não me cativou.

Hora de rebolar

Sem muita demora, o Quees of the Stone Age subiu ao palco. A melhor combinação de reboladinha + topete desde o Rei Elvis, Josh Homme não chutou a cara de ninguém dessa vez, cantou muuuuito e, pasmem, foi até simpático.

Foto: Marcos Hermes/Divulgação

QOTSA fez uma apresentação bastante direta, sem muito papo, centrada principalmente no álbum de 2013, Like clockwork. Também rolou algumas do álbum mais recente Villains e hits de álbuns mais antigos,  No One Knows, Little Sister e Make It Wit Chu. O único defeito do show é que acabou rápido demais, cerca de 1h30.

A atração principal

Pra ser sincera, não sou fã do Foo Fighters e provavelmente não iria ao show se não fosse o QOTSA. Tipo, eu gosto de várias músicas, mas não é uma banda que eu ame. Dito isso, os caras fazem um baita espetáculo. O show foi composto de basicamente hits, como All my life, Learn to fly,  The pretender, Hero e Best of You.

Foto: Marcos Hermes/Divulgação

Dave Ghrol (sei que já falaram disso por aí na net, mas, está mesmo ficando cada vez mais parecido com Benito di Paula hahaha) é uma figura, interagiu e brincou bastante com a plateia, deixando a apresentação bastante divertida, apesar de algumas firulinhas não fazerem meu estilo (por exemplo, não curto o lance de agir como se estivesse improvisando, numa situação que claramente foi muito ensaiada e a banda faz isso mais de uma vez durante o show).

Foto: Marcos Hermes/Divulgação

Uma das coisas mais bacanas é o destaque dado aos músicos da banda. O guitarrista Chris Shiflett cantou uma versão de Under my wheels, de Alice Cooper. Com uma rápida introdução da linha de baixo de Another one bites the dust, do Queen, Grohl apresenta Nate Mendel, os dois são os únicos integrantes presentes em todas as formações do Foo Fighters.

Foto: Marcos Hermes/Divulgação
Foto: Marcos Hermes/Divulgação

Membro mais novo da banda, ele foi incorporado oficialmente em 2017, mas já acompanhava o grupo como músico contratado desde 2005, Rami Jaffee mostrou sua habilidade no teclado, numa sequência de acordes com ecos e reverberações. Grohl aproveitou para brincar: “Isso que você tocou é bonito, mas nunca estará em uma canção do Foo Fighters”.

Foto: Marcos Hermes/Divulgação

Sem nenhuma necessidade de apresentações, Pat Smear puxou os acordes de Blitzkrieg bop, dos Ramones. Depos, o baterista Taylor Hawkins cantou, à capela, um trecho de Love of my life, do Queen. Logo em seguida, ele trocou de lugar com Grohl e tocaram Under pressure, outro clássico do Queen, este em parceria com David Bowie. O ultimo cover da noite, aconteceu já no bis, com Let there be Rock, do AC/DC. Everlong encerrou a noite.

Sem dúvida nenhuma o show do Foo Fighters é enérgico, com o refrão de cada música sendo cantado a plenos pulmões tanto por Grohl quanto pelo público. Vale cada centavo, até mesmo pra mim que não sou nenhuma apaixonada pela banda.

Setlist – Queens of The Stone Age

“If I Had A Tail”
“Smooth Sailing”
“My God Is The Sun”
“Feet Don’t Fail Me”
“The Way You Used To Do”
“You Think I Ain’t Worth a Dollar, but I Feel Like a Millionaire”
“No One Knows”
“The Evil Has Landed”
“I Sat by the Ocean”
“Make It Wit Chu”
“Domesticated Animals”
“Villains of Circumstance”
“Little Sister”
“The Lost Art of Keeping a Secret”
“Go With the Flow”
“A Song for the Dead”

Setlist – Foo Fighters

“Run”
“All My Life”
“Learn to Fly”
“The Pretender”
“The Sky Is a Neighborhood”
“Rope”
“Sunday Rain”
“My Hero”
“These Days”
“Walk”
“Breakout”
“Make It Right”
“Under My Wheels” (cover de Alice Cooper)
“Another One Bites the Dust / Blitzkrieg Bop / Love of My Life” (covers de Queen e Ramones)
“Under Pressure” (cover de Queen)
“Monkey Wrench”
“Times Like These”
“Best of You”
“This Is a Call”
“Let There Be Rock” (cover de AC/DC)
“Everlong”

Mês que vem estaremos de volta ao Maraca para conferir Pearl Jam 😍

Post Original

Siga e curta nas redes sociais:

Deixe uma resposta