Cassinos, fliperamas e suas aparições nos jogos de videogame

Cassinos, fliperamas e suas aparições nos jogos de videogame

Com a evolução da sociedade em âmbito político, tecnológico e cultural, veio a galope o desenvolvimento contínuo das nossas formas de entretenimento. Desde os jogos de tabuleiro da Mesopotâmia e das peças teatrais gregas transformadas em grandes épicos até os tempos atuais, com videogames em realidade virtual e lançamentos cinematográficos com audiências na casa dos milhões, torna-se quase impossível separar o entretenimento – e, por consequência, a arte – das nossas vidas pessoais e coletivas.

Dentre todas as formas de entretenimento que se mantêm em voga, os jogos vão sempre ocupar um lugar especial nesse meio de diversões e distrações que buscam arejar um pouco a nossa mente em relação às obrigações do dia a dia. Afinal, os jogos são únicos em termos de interação e até mesmo de definição do futuro dos personagens e do universo que é retratado na mídia.

Os jogos também costumam fazer muitas interações “meta”, assim como acontece com suas contrapartes no mundo da arte e do entretenimento. Da mesma forma que existem peças de teatro sobre o mundo teatral e filmes sobre a indústria cinematográfica – sendo estes últimos grandes sucessos entre críticos que adoram ver seu mundo sendo retratado artisticamente –, são inúmeros os jogos que inserem jogos em seus universos.

Cassinos, fliperama e suas aparições nos jogos

Fonte: Pixabay

Um dos cenários mais comuns nos videogames, principalmente os atuais, é a inserção de cassinos em seus mundos. Hoje em dia, podemos ter a experiência de jogar modalidades diversas, como blackjack e roleta, em plataformas online, como ilustra o cassino online da Betfair no Brasil, e é muito por conta do potencial de atratividade, retenção e diversão dessas casas, sejam elas online ou físicas, que os cassinos se fazem presentes em alguns dos jogos mais famosos dos últimos anos.

Um dos melhores e mais lembrados exemplos desde o ano passado é o jogo Grand Theft Auto V, que ganhou seu primeiro cassino (e resort) após seis anos desde seu lançamento. Esse cassino pode ser acessado na versão online do jogo, que ainda ganha muito suporte dos seus desenvolvedores por conta do grande número de jogadores que frequentam seus servidores para realizar missões, disputar corridas de carro e, obviamente, aproveitar ambientes como o cassino virtual de Los Santos.

Fliperamas são outro elemento famoso que insere jogos dentro de jogos. Na franquia GTA, jogos de arcade já poderiam ser jogados em San Andreas, lançado em 2004. Outros jogos do gênero “mundo aberto” que incluem fliperamas jogáveis são Yakuza, Saints Row e Garry’s Mod, com arcades e máquinas de pinball se fazendo presentes.

jogos de fliperama

Fonte: Pixabay

Voltando para tempos mais “analógicos” no mundo dos jogos, pode-se destacar os jogos de RPG de mesa. A série Dungeons and Dragons é quem lidera esse nicho, já estando em sua quinta edição desde seu lançamento, em 1974. O RPG de mesa é tido como o universo que oferece a maior liberdade para seus jogadores, uma vez que seus limites podem ser tão-somente a imaginação dos jogadores e o rigor do “mestre do jogo” quanto à execução das regras. Dentro deste âmbito, aparecem várias oportunidades de se fazer jogos dentro de jogos, usando-se dos vários dados que auxiliam a decidir a sorte dos jogadores nos passos que dão em suas jornadas.

E, voltando o presente, mas olhando para o futuro, está a realidade virtual. Além de jogos de cassino em RV, existem também simuladores de jogos de mesa. Um dos mais famosos, o Tabletop Simulator, é comumente utilizado em mesas do RPG D&D, uma vez que os personagens e os cenários imaginados por jogadores e pelo mestre da mesa podem ser transformados em realidade por meio de modelos 3D.

Logo, temos aí vários exemplos do universo de jogos se aprofundando no seu próprio “meta”. Alguns conseguem ir mais longe do que outros, mas o elemento continua presente dentro desse universo artístico desde os seus primeiros passos. E assim será por anos a fio.

Fonte Original

Siga e curta nas redes sociais:

Deixe uma resposta